Parapsicologia - Sistema Grisa

 

PARAPSICOLOGIA, FENOMENOLOGIA PARANORMAL E SISTEMA GRISA

 

INTRODUÇÃO

 

Durante a História da humanidade em que se tem registro escrito, vamos encontrar situações, textos ou histórias onde se relatam situações aparentemente inexplicáveis. Fenômenos climáticos, desde chuvas poderosas (dilúvio), mares abrindo-se, fogos no céu, continentes afundando, etc. Assim como também fenômenos parcialmente explicados atualmente como raios, tufões, ciclones, etc. Encontramos relatos de fenômenos milagrosos, tais como os milagres e curas de Cristo, aparições de Nossa Senhora, de Anjos lutando em campos de batalha, e tantos outros. Esses fenômenos durante o processo histórico foram objeto de tantas tentativas de explicações quanto possíveis.


Outros fenômenos mais pessoais ou que envolviam um número menor de pessoas também foram registrados durante a História da humanidade. Fenômenos como casas "mal assombradas", fenômenos de Poltergeist, possessões, previsão de fatos negativos, profecias, fenômenos telepáticos e de claripercipiência (clarividência) sempre foram merecedores do temor e da curiosidade humana. O medo diante do desconhecido. Foi exatamente para afastar este temor da alma das pessoas que as religiões e doutrinas filosóficas vão procurar dar respostas mais claras para o entendimento humano.

Devido à avalanche de hipóteses frustradas e pontos comuns distintos entre inúmeras explicações, surgiu a preocupação de que tudo isso pudesse contribuir para uma confusão mental maior e com isso aumentar o temor em relação a esses fenômenos. Com isso, ha algumas décadas, católicos, espíritas, místicos e outros criaram divisões para se estudar alguns desses fenômenos. Dentro da comunidade científica os primeiros a darem maior importância a esses fenômenos foram os médicos psiquiatras, alguns muito famosos. Não se esqueçam de que a epilepsia já foi tratada como um fenômeno diabólico.

Com os estudos de Freud, Jung e outros as janelas da mente começaram a se abrir também no campo da novata Psicologia, principalmente com a descoberta do inconsciente e a criação da Psicanálise. A partir de então, alguns fenômenos mentais começaram a ser desvendados, mas devido a uma certa limitação desse pensamento que se iniciava, outros fenômenos talvez menos importantes foram deixados de lado.

Foi preciso algum tempo para que surgisse dessa necessidade, uma ciência que viesse a estudar e buscar entender esses estranhos fenômenos. A PARAPSICOLOGIA, uma ciência criada para estudar os fenômenos paranormais. E é com as experiências de Rhine, o pai da Parapsicologia científica, na Universidade de Duke, Carolina do Norte - EUA, que ela passa a ser conhecida no cenário mundial. É através de J. B. Rhine e sua equipe que os fenômenos como telepatia, pré-cognição e clarividência são vistos como reais e naturais, próprios do Ser Humano, da Mente Humana.
Não menos importantes são as pesquisas de Louise Rhine, colecionando inúmeros relatos de fenômenos paranormais espontâneos.

 

OS AVANÇOS NA PESQUISA

 

Com a descoberta de que é a mente humana que produz tais fenômenos passou-se a estudar também fenômenos psicocinéticos, como levitação, inexplicável movimento de objetos, poltergeist e outros.
A Parapsicologia passa a ganhar créditos como ciência também conhecida por outros nomes como Metapsíquica, termo criado por Richet e Percepção Extra-Sensorial e Psicocinesia, denominações utilizadas por Rhine.
E as descobertas se seguem:

Lozanov, no Instituto de Sugestologia de Sófia na Bulgária, faz experiências de hipermemória e aprendizagem acelerativa, explorando esse potencial energético que é a nossa mente (telepatia subconsciente).
Constata-se que o Pensamento Positivo contribui para o equilíbrio e dinamismo mental. Surge o Controle Mental (Silva Mind Control), resultado da conjugação entre descobertas parapsicológicas, meditação iogue e auto-hipnose. A partir daí tantas e tantas outras técnicas, tendo como descoberta fundamental o potencial da mente humana, passam a ser desenvolvidas.

 

CLASSIFICAÇÃO

 

Com o tempo os fenômenos paranormais receberam diversas classificações, mas uma é utilizada até hoje pelos principais institutos de pesquisa do mundo. Essa classificação é a de WIESNER e THOUSESS (1942).

PSI-GAMMA: telepatia, pré-cognição, clarividência Fenômenos Psi
PSI-KAPPA: fenômenos paranormais em que a mente atua sobre a matéria
Essa classificação aparece nas pesquisas de Rhine como: fenômenos de Percepção Extra-Sensorial - PES (Cartas Zenner) e fenômenos de psicocinesia (Jogo de dados).

 

PARANORMALIDADE NO BRASIL

 

O Brasil é conhecido como celeiro de Paranormais. Pode-se dizer que 80% dos brasileiros possuem a paranormalidade desenvolvida em índice ao menos regular e pelo menos 30% ou mais tem-na desenvolvido em índice elevado.
Com a necessidade de respostas aos fenômenos paranormais nasce a primeira Escola Parapsicológica no Brasil.

 

Escola Católica de Parapsicologia

 

Tem como objetivo combater a expansão do espiritismo e ritos africanos que ameaçam a hegemonia do maior país católico do mundo. A história da parapsicologia no Brasil tem início com o IBRAP - Instituto Brasileiro de Parapsicologia, com sede no Rio de Janeiro, mantido pelos Franciscanos, tendo como líder principal Frei Boaventura Klopenburg.
Outro instituto é o CLAP - Centro Latino Americano de Parapsicologia, coordenado pelo Pe. Quevedo, junto às faculdades Anchieta, em São Paulo, mantido pelos Jesuítas. Pesquisador sério e de brilhante inteligência, levantou um documentário riquíssimo sobre os fenômenos paranormais. Pontos negativos:

-Procurou passar a idéia de que os espíritas são charlatães ou no mínimo fanáticos obcecados por uma filosofia cega e ofuscante.
-Suas afirmações "científicas", um tanto radicais, escandalizam e rompem com muitas crenças de fiéis devotos e católicos. Por exemplo, afirmando que em Fátima e outros lugares não ocorreram aparições de Nossa Senhora e sim visões de paranormais.
-Achar que a Paranormalidade é uma doença.

Com o livro "Antes que os demônios voltem" Quevedo é amordaçado pela Igreja e obrigado a cumprir o voto de Obediência Religiosa por cinco anos.
Nessa escola Católica ainda vamos encontrar o Frei Albino Aresi, cujo trabalho deu origem as conhecidas Clínicas Mens Sana, mantidas pelos Capuchinhos.

Pontos Positivos:

-Valorizou os Paranormais como sensitivos.
-Clínicas de Terapia e Terapia com pacientes com Síndrome de Down (Terapia do "Mongolóide").

Ponto Negativo:

-Não treinou profissionais competentes em suas teorias.

 

Escola Espírita de Parapsicologia

 

Teve início com Hernani Guimarães Andrade, fundador do IBPP - Instituto Brasileiro de Pesquisas Psicobiofísicas, em São Paulo. Passou a ser seu objetivo principal a defesa e a comprovação das teses espíritas através de pesquisas parapsicológicas. Teve reconhecimento nos EUA e na Europa. Destaque também para Carlos Alberto Tinoco como um dos grandes estudiosos do Instituto.
Destacam-se como terapeutas Dr. Nei Prieto e esposa como os primeiros brasileiros a fazerem terapias de vidas passas e o Psiquiatra Elieser Mendes, utilizando médiuns incorporados para detectar as causas dos sintomas de seus pacientes.
Outros Centros de Estudos:

ABRAP - Associação Brasileira de Parapsicologia (Mário Amaral) Rio de Janeiro - Primeira tentativa de reconhecer a profissão de parapsicólogo.

Faculdade de Ciências Biopsíquicas do Paraná, tendo como primeiro diretor Pedro Antonio Grisa. Campus Bezerra de Menezes, fundado por Octávio Melchíades Ulysséa, maior instituição de ensino e pesquisa espírita do Brasil.

 

Escola Científica Independente de Parapsicologia

 

Essa nova Escola de pensamento se caracteriza por profissionais e Instituições despreocupados com a "polêmica moral-ideológica" travada entre espíritas e católicos, tendo como objetivo descobrir como efetivamente funcionam os fenômenos paranormais. Com isso identificar as leis naturais que estão por trás de tais fenômenos.

O mentor desta Escola é Dr. Osmard Andrade Faria, médico carioca radicado em Florianópolis autor de várias obras de renome internacional.

Instituto Internacional de Kirliangrafia - Newton Milhomens, autor de várias obras e o mais respeitado pesquisador da kirliangrafia no Brasil e em Portugal.

IPAPPI - Instituto de Parapsicologia e Potencial Psíquico Ltda. O mais importante e atual Instituto de Parapsicologia Independente da América do Sul. Seu vasto campo de descobertas na área do comportamento humano (personalidade) o fez um dos mais importantes centros de estudos da mente humana.

Tem como criador e idealizador de uma nova visão de ser humano o Prof. Dr. Pedro Antonio Grisa, PARAPSICÓLOGO CLÍNICO e doutor em Psicologia, fundador do IPAPPI - SISTEMA GRISA. Criador e mentor do Sistema Científico e Independente de Pesquisa, análise e Orientação Parapsicológica Dr. Pedro Antonio Grisa - SISTEMA GRISA. Sistema com o objetivo terapêutico, no sentido de orientar e canalizar o potencial paranormal do ser humano, tão importante para sua compreensão e de seu papel no mundo .

 

SISTEMA GRISA

 

Parapsicologia é a ciência que estuda os fenômenos paranormais.

"Estuda" significa "busca conhecer", servindo-se de todos os meios que podem ser utilizados para adquirir conhecimentos sobre o tema ou objeto de estudo como: observação, análise, comparação e os processos de conceituação e generalização; bem como as diferentes formas de pesquisa: histórica, bibliográfica, de campo, qualitativa e quantitativa.

"Fenômenos paranormais" são aqueles fatos, eventos e acontecimentos que "extrapolam o normal", que não são comuns aos fatos do dia-a-dia. O prefixo "para", presente em PARApsicologia, tem o significado de "ao lado de", "paralelo a". Daí o termo Parapsicologia referindo-se àqueles fenômenos relativos à Mente humana, não explicados pela Psicologia e ciências afins como a Psicanálise, a Psiquiatria e a Neurologia. E pode-se afirmar que PARApsicologia é também PARA-Física, PARA-Química, PARA-Biologia e PARA-Comunicação. "Para" em grego também significa "além de". Neste sentido a Parapsicologia passa a estudar também àqueles fenômenos extraordinários, espetaculares, maravilhosos, milagrosos, que parecem situar-se muito além da realidade normal.

Exemplos de fenômenos paranormais - para ilustrar e facilitar o entendimento: Visões, aparições, pessoas que parecem estar possuídas por maus espíritos ou incorporados por diferentes entidades, possessos ou perturbados por obsessores, sorte e azar, pressentimentos, antevisões, adivinhações extraordinárias, curas denominadas de espirituais ou milagrosas pelas religiões, fenômenos conhecidos popularmente por palavras científicas: telepatia, pré-cognição e claripercipiência.
Esses e tantos outros fenômenos classificados como paranormais fazem-se presentes ao longo de toda História da Humanidade conhecida.

Os fenômenos paranormais, no decurso dos séculos e milênios, foram considerados e interpretados como manifestações do mundo sobrenatural, espiritual ou do além. Como se o mundo do além interferisse em nossa vida sem ser convidado.
Enquanto a fenomenologia paranormal era percebida e considerada "manifestação do mundo do Além", somente crenças, religiões, doutrinas místicas e filosóficas buscaram explicá-la segundo seus princípios doutrinários.
A Parapsicologia como ciência, vai em busca de um possível novo entendimento, interrogando:

- "Os fenômenos paranormais seriam realmente, manifestações do Mundo do Além? Ou haveria uma explicação mais objetiva, prática e funcional dos mesmos?
A Parapsicologia - tendo como objeto de seus estudos os fenômenos paranormais - parece invadir o campo dos místicos e religiosos, por isso, ainda hoje, é muitas vezes confundida com Misticismo, Esoterismo, Religião...
E, confundindo ainda mais os leigos no assunto, fazem-se presentes - como vimos - as três Escolas Parapsicológicas: Católica, Espírita e Independente.
Tendo estudado, de forma significativa, as Escolas Parapsicológicas, decido, no início da década de 1980, optar definitivamente pelo estudo exclusivamente científico dos fenômenos paranormais, pois já estava convicto de que a manifestação da fenomenologia paranormal apontava para novas perspectivas de conhecimentos científicos de dimensões inimagináveis, ultrapassando as barreiras ou limites conhecidos pela Física, Química, Biologia e Comunicação, bem como poderia estar aí o caminho para desvendar os mistérios do coração humano e do Inconsciente da Psicanálise.
Parecia-me claro que estava presente uma oportunidade ímpar de levar a termo a decisão que havia tomado em 1972 de buscar uma nova visão do Ser Humano, alicerçado em bases exclusivamente científicas. Decisão tomada ao concluir a pesquisa iniciada em 1963, tendo como tema: "A Felicidade Existe? E em que condições pode efetivamente ser vivenciada?"

 

Método Científico


Que é Ciência? Como se faz Ciência? O que é Descoberta Científica? - eis as perguntas que surgem agora.

Como filho da roça e da montanha, desde menino vinha observando que a água sempre escorre ladeira abaixo; as árvores não crescem de raízes para cima e galhos para baixo; que da barriga de porca não sai cachorrinho; que a chuva não acontece com céu azul ou estrelado...
Que isso significa? Isso significa que a Natureza funciona sempre do mesmo jeito. Portanto as Leis que regem o Funcionamento da Natureza são perenes e imutáveis.

» Que faz a Ciência?
» Busca identificar as Leis que regem o funcionamento de um conjunto maior ou menor de elementos que constituem e integram o Universo.
A pergunta essencial que orienta toda Pesquisa Científica e fundamenta todo Método científico é: "COMO FUNCIONA?"
E retorno à pergunta inicial:

» "Como funcionam efetivamente os Fenômenos Paranormais? Seriam realmente manifestações do Mundo do Além? Ou haveria uma explicação mais objetiva, prática e funcional?".
Mediante uma comparação, a questão se amplia:
» A Fenomenologia Paranormal não seria tão sobrenatural quanto o raio?
O raio também já foi atribuído à manifestação da ira de Zeus, Tupã ou Júpiter e a outros deuses, segundo a explicação das diferentes religiões.
A descoberta científica de que o raio é uma faísca elétrica, acelera novas descobertas de "como funciona a Energia Elétrica". Não só Franklin cria o Pára-Raio, mas Gram Bell, o telefone, e Marconi, o rádio. Por sua vez Thomas Edson cria a lâmpada incandescente e realiza outros tantos inventos.
Esses homens abrem as portas para o mundo mágico do Século XX, tendo como seu parceiro principal Arquimedes e seu Princípio da Alavanca. Atualmente, no andar da carruagem da espécie humana sobre o Planeta Terra, não faz muita diferença se um grupo de Seres Humanos adora Alá, Buda, Brahma, Chiva, o Deus dos Judeus ou dos Cristãos, mas a espécie humana é obrigada a preparar continuamente milhares de sumos sacerdotes, milhões de sacerdotes e tantos outros auxiliares, para zelar, adorar e venerar a Fantástica Deusa Mãe ENERGIA ELÉTRICA, pois mais e mais a Deusa Mãe ENERGIA ELÉTRICA abraça o Planeta e subjuga a Espécie Humana, gerando novos deuses: o deus Computador, a deusa Comunicação, o deus Transporte...
Sim, pois se nesse instante, se extinguisse toda energia elétrica - da bateria à usina - em menos de 15 dias, a Humanidade estaria reduzida a uma pilha de cadáveres podres.
Se essa ameaça paira sobre a Humanidade, é porque a Energia Elétrica proporciona bilhões de benefícios à espécie humana.
E uma nova pergunta brilha fulgurante:

» Os Fenômenos Paranormais não seriam a "ponta do iceberg", uma faísca de energia ainda desconhecida? Energia capaz de provocar uma revolução e transformação na Espécie Humana, semelhante ou superior a desencadeada pela Energia Elétrica?
» Essa hipótese maior é que irá avivar e encorajar meus estudos parapsicológicos, abrindo os caminhos para o desenvolvimento e consolidação do SISTEMA GRISA.

» Quais as descobertas científicas fundamentais que irão lançar os alicerces do SISTEMA GRISA?
» A primeira constatação é a de que sempre que ocorre a manifestação de fenômenos paranormais faz-se presente uma ou mais pessoas. E surge a necessidade de a Parapsicologia "estudar o Ser Humano", especialmente aqueles indivíduos que irão ser classificados como "paranormais".
Para obter-se essa conclusão, tanto a Escola Católica quanto a Espírita de Parapsicologia, contribuíram de forma significativa.

 

A Mente Humana

 

Comprovada a descoberta de que "é a Mente Humana o verdadeiro agente desencadeador da Fenomenologia Paranormal", vemos que:

a)Fica comprovada a hipótese apresentada por Osmard Andrade Faria em PARAPSICOLOGIA - Panorama Atual das Funções Psi: "A Paranormalidade é um Potencial Natural do Ser Humano".
b)A Paranormalidade Espontânea tem no sofrimento o principal elemento causal: "O sofrimento desencadeia a Paranormalidade Espontânea".
c)Tanto a Escola Católica de Parapsicologia, quanto a Espírita hesitam em aceitar a Mente Humana como o Agente Efetivo dos Fenômenos Paranormais, pois essa conclusão colocaria pontos de interrogação em muitos aspectos doutrinários e dogmas de ambas as religiões.
d)Nova pergunta se impõem: "COMO FUNCIONA a Mente Humana para desencadear e direcionar energia? Essa Energia capaz de provocar a manifestação dos fenômenos paranormais?".
Essa energia passa a ser denominada de Energia PSI. E, simplificadamente, a nova pergunta poderia ser assim formulada: "COMO FUNCIONA a Mente Humana para desencadear a energia PSI?"
As respostas que irão ser dadas a essa pergunta dão origem a uma nova teoria, quiçá uma nova ciência ou a Ciência da Mente Humana; e, conseqüentemente, do próprio Ser Humano.
Teoria ou Ciência essa que continuará a denominar-se de PARAPSICOLOGIA, mas a Parapsicologia Independente do SISTEMA GRISA.

 

Constatações, Conclusões e Descobertas

 

A primeira e fundamental constatação é a de que a Mente Humana possui Duas Funções bem distintas:

-O Consciente - a Função Racional e
-O Subconsciente - a Função Mecânica.
Sempre orientado pelo princípio fundamental:
"As Leis da Natureza do Universo FUNCIONAM SEMPRE DO MESMO JEITO, isto é, são tão perenes quanto o próprio Universo e a Natureza Viva, são imutáveis. São absolutas em si, relativas tão somente na contribuição prestada na obtenção de determinados resultados.
Assim orientado, desenvolvo as pesquisas que levam a inúmeras conclusões, constatações e descobertas científicas que vão constituir o SISTEMA GRISA, as quais integram as obras já publicadas e as serem editadas, bem como fundamentam os três níveis do CAOP e são a razão de ser da Parapsicologia Clínica.

 

NOTA: A Escola Católica de Parapsicologia, especialmente o CLAP, associa Paranormalidade e Doença. A manifestação da Paranormalidade seria sintoma de desequilíbrio ou distúrbio mental.
Os processos terapêuticos desenvolvidos pela Escola Espírita de Parapsicologia, alicerçam-se diretamente nas Doutrinas Espíritas, quando não se confundem com a própria prática religiosa, desenvolvida em seus centros.
Por isso a Parapsicologia Clínica, com fundamentação efetivamente científica, é ainda e somente a do SISTEMA GRISA.
Convido-os, pois, estudantes do CAOP - a partilhar conosco essa jornada pioneira, a implantação dessa nova e importantíssima profissão de Parapsicólogo Clínico.

 

Prof. Dr. Pedro Antonio Grisa